We can live like Jack and Sally if we want, where you can always find me, and we'll have halloween on christmas, and in the night we'll wish this never ends.

Without me.
«12345678910»
Veronica Abalze Miyu, Brazilian.



Posted 2 years ago with 34,447 notes · reblog this
originally oquevocesignificaparamim-deacti via gabrielcezar


Porque até o silêncio entre nós, me fazia bem. 

(Source: wonderwall179)



Posted 2 years ago with 1,880 notes · reblog this
originally wonderwall179 via world-sexy-photos


(Source: nevou)



Posted 2 years ago with 7,066 notes · reblog this
originally nevou via gabrielcezar


(Source: nevou)



Posted 2 years ago with 16,324 notes · reblog this
originally nevou via gabrielcezar


(Source: sabedorias)



Posted 2 years ago with 5,991 notes · reblog this
originally sabedorias via pass-the-marijuana420




Posted 2 years ago with 32,658 notes · reblog this
originally in-cansable via gabrielcezar


(Source: teoriadegaroto)



Posted 2 years ago with 169,050 notes · reblog this
originally teoriadegaroto via gabrielcezar




Posted 2 years ago with 21,367 notes · reblog this
originally hipnoze via ocios-a


Eu queria te contar que agora não dói mais. Só que agora não importa tanto o que você vai pensar sobre isso. Queria que você soubesse que já vi nossos filmes milhares de vezes e nem chorei. Ok, chorei. Mas pelo filme, e não por você. Queria que você soubesse que tirei a poeira das nossas músicas, e que as ouço quase todos os dias. Porque elas me faziam mais falta do que você fez. Os nossos lugares não são mais nossos. Eu já voltei lá com outras pessoas, e escrevi lá outras histórias… Eu estou aprendendo a tocar violão. E a primeira música que toquei foi aquela música que era uma espécie de hino pra nós dois. Ela é tão linda…e sim, ela continua sendo muito nossa e lembrando demais você. Mas ainda sim, não dói. Você não pergunta essas coisas, mas sei que gostaria de saber. Porque te conheço. E isso não mudou. Do mesmo jeito que adivinhei as coisas ruins que você aprontaria, eu sei as coisas boas que ficaram aí em você e te fazem lembrar de mim. Porque a vida segue. Mas o que foi bonito fica com toda a força. Mesmo que a gente tente apagar com outras coisas bonitas ou leves, certos momentos nem o tempo apaga. E a gente lembra. E já não dói mais. Mas dá saudade. Uma saudade que faz os olhos brilharem por alguns segundos e um sorriso escapar volta e meia, quando a cabeça insiste em trazer a tona, o que o coração vive tentando deixar pra trás.
Caio Fernando Abreu.  (via cartasrasgadas)

(Source: velha-lua)



Posted 2 years ago with 36,043 notes · reblog this
originally velha-lua via ocios-a


Você com suas palavras afiadas, e suas armas contra mim, você me tirou o chão dos meus pés de novo, me fez sentir como se eu não fosse nada. Com sua voz como unhas arranhando um quadro negro, me desafiando quando eu ja estou ferida. Você pode me derrotar com um simples golpe, mas o que você não sabe, é que um dia o que eu vou ser, vai ser o suficiente só para te deixar no chão .

Você com suas palavras afiadas, e suas armas contra mim, você me tirou o chão dos meus pés de novo, me fez sentir como se eu não fosse nada. Com sua voz como unhas arranhando um quadro negro, me desafiando quando eu ja estou ferida. Você pode me derrotar com um simples golpe, mas o que você não sabe, é que um dia o que eu vou ser, vai ser o suficiente só para te deixar no chão .



Posted 2 years ago with 2 notes · reblog this